Detalhes Sobre a Prorrogação do Auxílio Emergencial 2021


Para a alegria de muitos brasileiros, o Auxílio Emergencial foi prorrogado por mais três meses.

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou durante esta semana que o Auxílio Emergencial passará por uma prorrogação de mais dois ou três meses. Segundo o Ministro, isso vai ocorrer porque a pandemia da Civid-19 ainda está fazendo muitas vítimas por todo Brasil.

Portanto, o próprio Ministro informou nesta mesma declaração que ainda pode haver um aumento ainda maior desse período de prorrogação. Segundo ele, tudo vai depender do caminhar da vacinação contra o novo vírus no Brasil.

Muitos governadores estão afirmando que toda a população adulta estará vacinada até o final de setembro. Caso isso não aconteça, o auxílio emergencial será estendido. Foi estendido para agosto e setembro, mas se for necessário estenderemos para mais, disse o ministro.

A lógica do ministro é simples: o Governo só vai parar de pagar o Auxílio emergencial, quando a população adulta estiver vacinada contra o vírus da Covid-19. A pouco tempo, alguns governadores relataram que irão prolongar o Auxílio Emergencial até o mês de outubro.

Veja também:
Empréstimo mercado pago – Descubra como funciona
Empréstimo Banco Pan – Veja os benefícios exclusivos
Empréstimo Superdigital – Tire todas as suas dúvidas

Vacinação vai definir Auxílio

O grande problema é que muitos especialistas em saúde pública não estão tão otimistas assim. Segundo eles, o país ainda vai demorar um pouco para vacinar toda a população adulta. Por que existem diversas variantes nessa condição.

Há de se levar em consideração, por exemplo, que mesmo São Paulo conseguindo cumprir a promessa de vacinar todas as pessoas adultas até o mês de outubro, isso não significa que o resto do país também vá conseguir. E ao contrário do que Paulo Guedes afirmou, a maior parte dos governadores não estão prometendo nenhuma conclusão de vacinação por enquanto.

Além do mais, é necessário ter em mente que muitas pessoas podem optar por não querer se vacinar. Segundo os especialistas, isso é um perigo em diversos sentidos. Pois se, algumas pessoas decidirem por não se vacinar, as chances de novas variantes mais resistentes só aumentam. Com isso, a pandemia tende a demorar ainda mais para se acabar. Isso é o que dizem os especialistas.

Prorrogação

Segundo as informações de bastidores, a ordem dentro do Palácio do Planalto agora é investir fortemente na construção do novo Bolsa Família. O próprio Presidente Bolsonaro chegou a comentar que a média de pagamentos do programa aumentará de R $190 para R $250.

Porém, hoje sabe-se que o mesmo quer aumentar ainda mais essa média. O Presidente está querendo aumentar esse patamar para os R $300. Portanto, como Paulo Guedes divulgou a prorrogação do Auxílio Emergencial, então provavelmente o novo Bolsa Família demore ainda mais para chegar até os brasileiros.

Valor e parcelas da prorrogação do auxílio emergencial

Em 2021 o auxílio emergencial foi liberado pelo governo dividido em quatro parcelas com valores entre R $150 e R $375. Portanto, devido a pandemia, e também pelo atraso na vacinação da população, o governo terá que prolongar por mais alguns meses esse benefício que atualmente ajuda mais de 39 milhões de famílias em todo Brasil.

Nesta última quinta-feira, dia 10 de junho, aconteceu o ponto final sobre a decisão de prorrogação do auxílio emergencial, em reunião em conjunto com Luiz Eduardo Ramos, ministro-chefe da Casa Civil; Paulo Guedes, ministro da Economia, e também Onyx Lorenzoni, da Secretaria-Geral da Presidência da República.

Qual o valor da prorrogação e quantas parcelas?

É provável que a prorrogação do auxílio emergencial conte com mais três parcelas, ficando em um total de sete parcelas. De início o governo planejava liberar o auxílio entre os meses de abril até julho, porém, agora o benefício se prolongará até o mês de outubro, que é quando o governo lançará um novo programa social que irá substituir o Bolsa Família, onde a maior parte dos beneficiários do auxílio devem ser modificados, passando a fazer parte do novo programa social.

Quanto aos valores, existem alguns projetos de lei, e também a pressão de alguns governantes sobre o novo reajuste  mais adequado para a prorrogação do auxílio emergencial, portanto, a prorrogação deve continuar no mesmo valor.

Que é de:

Para a pessoa que mora sozinho o valor é de: R $150

Para mães solteiras o valor é de R $375

E para o resto dos beneficiários o valor é de: R $250

Segundo com o que foi publicado na Folha de São Paulo, ao que tudo indica é que novos beneficiários não serão aceitos no programa.

Se houver a prorrogação do benefício, o governo terá que usar os R $7 bilhões que restaram da última Medida Provisória que liberou R $44 bilhões para possibilitar o pagamento deste ano. Em breve uma nova MP deve ser editada para completar o valor necessário.


Abra sua Conta e Peça seu Cartão de Crédito PAN

Você pode solicitar seu Cartão de Crédito PAN com conta digital totalmente Grátis!
Holler Box